quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Mãe de dois #16

Acabadinho de chegar da escola... e eu que não consigo despegar-me deste vício, bombardeei-o com as perguntas do costume...

Eu: -Olá G.!!! Que tal?
Blá, blá, blá, blá, blá...
Eu: - Então e o almocinho, foi bom?
G: - Siiiim!
Eu: - O que é que comeste?
G: - Não sei bem... Mas acho que eram umas sardinhas meio douradas. Vieram dos Estados Unidos...

Obrigada Sr. Trump pelo almocinho bom do meu rico menino...

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

O melhor da vida - Momentos a dois

Esta semana celebramos 15 anos de casamento, 15 anos!

Não que um papel tenha mudado aquilo que já vivíamos antes, não que uma assinatura tenha mudado o que sentíamos antes, mas foi um acto simbólico que quisemos partilhar com aqueles que nos diziam e continuam a dizer tanto!
Quinze anos de altos e baixos, de dias muito felizes, de dias assim, assim, de momentos duros e outros de nos levar aos céus! 
Temos crescido juntos, temos feito aquilo que melhor sabemos, ser um só e desta nossa vida a dois, os nossos dois filhos, os amores da "nossa vida"!...
"O" dia não é hoje, mas por não podermos estar juntos quando chegar, decidimos partilhar hoje, um momento especial.
Há muito que prescindimos dos presentes, das flores ou jantares fora, prescindimos das coisas e damos lugar aos momentos, àquilo que podemos viver e guardar no peito, para sempre.
Hoje fomos, os dois, fazer uma aula de SUP, há imenso tempo que falávamos disto, há imenso tempo que dizíamos: "Um dia temos de experimentar!..." Esse dia foi hoje e foi tão bom!
Os dois, a nossa ria mais que "Formosa" e esse nosso amor que nos une.
Parece cliché, é certo, mas momentos destes são únicos, são momentos simples e tão especiais que vão directamente para a nossa colecção de memórias...


Faço minhas estas palavras...


sábado, 16 de setembro de 2017

259 de 365 - É só mesmo isto...

Não é sobre ter
Todas as pessoas do mundo pra si
É sobre saber que em algum lugar
Alguém zela por ti
É sobre cantar e poder escutar
Mais do que a própria voz
É sobre dançar na chuva de vida
Que cai sobre nós

É saber se sentir infinito
Num universo tão vasto e bonito
É saber sonhar
E, então, fazer valer a pena cada verso
Daquele poema sobre acreditar

Não é sobre chegar no topo do mundo
E saber que venceu
É sobre escalar e sentir
Que o caminho te fortaleceu
É sobre ser abrigo
E também ter morada em outros corações
E assim ter amigos contigo
Em todas as situações

A gente não pode ter tudo
Qual seria a graça do mundo se fosse assim?
Por isso, eu prefiro sorrisos
E os presentes que a vida trouxe
Pra perto de mim

Não é sobre tudo que o seu dinheiro
É capaz de comprar
E sim sobre cada momento
Sorriso a se compartilhar
Também não é sobre correr
Contra o tempo pra ter sempre mais
Porque quando menos se espera
A vida já ficou pra trás

Segura teu filho no colo
Sorria e abrace teus pais
Enquanto estão aqui
Que a vida é trem-bala, parceiro
E a gente é só passageiro prestes a partir

Laiá, laiá, laiá, laiá, laiá
Laiá, laiá, laiá, laiá, laiá

Segura teu filho no colo
Sorria e abrace teus pais
Enquanto estão aqui
Que a vida é trem-bala, parceiro
E a gente é só passageiro prestes a partir

Ana Vilela (Trem Bala)




sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Tudo correu como eu menos esperava

Os dias tranquilos, sem pressas, tão diferentes do que eu havia imaginado...

Manhãs sem birras e sem stress, simplesmente a andar.
Os regressos da escola vêm sempre acompanhados com sorrisos e, embora com poucas histórias para contar, felizes.
Aos poucos temos vindo a ajustar os horários e as rotinas. 
Vamos desapegando lentamente das "coisas" boas das férias, arrumando-as cá dentro e deixando espaço para as novas aventuras.
Acho que já tinham saudades da escola, ou pelo menos das rotinas. É como se a vida voltasse ao lugar certo e eu, eu estou tão feliz por isso! 
Por mais que deseje prolongar o Verão, esticar mais um bocadinho a despreocupação dos dias, este recomeço deixa-me tão, mas tão mais tranquila...

Espaços lindos que me inspiram...


quinta-feira, 14 de setembro de 2017

E lá foram eles...

Já posso respirar de alívio? Hummm... acho que sim!
A maratona foi superada com sucesso! 

Os materiais estão organizados e devidamente etiquetados, os manuais escolares comprados e forrados e a minha presença, a tempo e horas, em ambas reuniões de pais foi cumprida! 
Hoje as aulas começam a sério, com direito a almoço na escola e tudo, e eu? Eu, fico aqui a precisar de umas férias, umas boas férias para me restabelecer destes últimos dias.
Este ano, embora o valor dos manuais escolares continue a ser uma barbaridade, senti um grande alívio nas despesas. 
Além de ter reutilizado algum do material do ano passado, o que me fez poupar uns tostões, a Câmara Municipal da minha cidade (tal como já fez em anos anteriores) ofereceu a todas as crianças do 1º ciclo os manuais escolares e um kit de material bastante completo.
Além disto, ainda nos foram oferecidos os manuais de Matemática e Português para o mais velho (que vai já para o 7º ano!!!). 
Uma grande ajuda, da qual eu estou muito grata, pois independentemente da condição social/financeira, todas as crianças e jovens da nossa cidade puderam usufruir de parte ou totalidade dos manuais e isso foi, sem dúvida, uma bolha de oxigénio para o orçamento de muitas famílias.

Agora resta-me ganhar forças para o que ai vem, manhãs em que preciso de paciência extra para os fazer sair de casa, saber lidar com as "birras" do costume, muita energia para os ajudar nos Tpc's e horas a dobrar, muitas horas a dobrar!